/ Memorial do Rio Grande do Sul

MEMORIALCriado através de um convênio entre o governo federal e o governo estadual, em setembro de 1996, como um centro histórico voltado para a preservação da cultura gaúcha. O Prédio dos Correios e Telégrafos, construído entre os anos de 1910 e 1914, e tombado em 1980 pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, foi escolhido para ser a sede da instituição. O acordo de cedência do prédio culminou com a criação de um Museu Postal e de uma Agência Filatélica, mantendo uma vinculação do local com as suas funções originais.

Após um processo de restauração, objetivando preservar suas características originais e adequá-lo para a instalação do memorial, o prédio, de 3.600m2, foi adaptado às novas funções, recebendo infraestrutura necessária.

Hoje o Memorial do Rio Grande do Sul é referência em história, política e cultura do extremo sul do Brasil. Abriga o Arquivo Histórico do RS e o Museu Antropológico do RS e, atualmente, parte do acervo do IGTF.

É considerado a Casa da Memória do RS e possui o maior arquivo histórico do Estado, com uma documentação raríssima sobre a imigração e a ditadura. Recebe pesquisadores nacionais e internacionais que buscam a história de seus antepassados.

O ACERVO

Centro de informação e divulgação da história do Estado, onde estão reunidos objetos, mapas, gravuras, fotos, livros, imagens iconográficas e depoimentos importantes sobre os principais fatos ocorridos no Rio Grande do Sul. O acervo está exposto através de uma concepção museográfica moderna aliada a novas tecnologias, permitindo, assim, a integração com o público e o fácil entendimento dos conteúdos.


EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

A Linha do Tempo – com pesquisa histórica, iconográfica e textos de Claudia Wasserman, professora do Departamento de História/UFRGS. A mostra conta a trajetória política, econômica e cultural do Estado em 52 módulos e 36 painéis temáticos.

Mostra de Transferência Acervo do Instituto Gáucho de Tradição e Folclore – a exposição conta com objetos pertencentes à Mostra de Indumentária do período farroupilha; com material do Memorial dos Festivais, livros e recortes de jornais da Biblioteca e Hemeroteca Glaucus Saraiva; alguns exemplares da Estante do Maestro Ângelo Crivellaro, com mais de 2mil títulos de monografias de conclusão de curso de pós-graduação em Folclore da Faculdade Palestrina, nos anos 1980; LP’s e CD’s que integram o acervo discográfico com quase 3mil títulos que constituem quadro das canções populares de inspiração regional e/ou folclóricas a partir de 1950, além de peças e utensílios relacionados ao universo das lides rurais.

PROGRAMAÇÃO MUSICAL

19h30 – Renato Borghetti, Renato Muller & Fábrica de Gaiteiros

Um dos principais instrumentistas gaúchos, acompanhado de Renato Muller e dos pequenos alunos do projeto Fábrica de Gaiteiros, apresentam música instrumental de qualidade, temas clássicos regionais que marcaram a carreira do gaiteiro.

20h30 – Antonio Villeroy

Para além da notoriedade vista pelo sucesso da parceria com a cantora Ana Carolina, suas canções têm mais de 150 gravações que vão de Maria Bethânia a Sandy & Junior, passando por Gal Costa, Maria Gadú, Ivan Lins, Seu Jorge, Paulinho Moska, Belchior, Zizi Possi, João Donato… Com seu primeiro álbum gravado ao vivo foi indicado ao Grammy Latino 2005 de melhor canção da Língua Portuguesa com a bossa São Sebastião

21h30 – Ernesto e Paulinho Fagundes

Um dos grandes nomes da música regional gaúcha, o cantor, percussionista e compositor Ernesto Fagundes, acompanhado do irmão, o guitarrista Paulinho Fagundes – vencedor de diversos Prêmios Açorianos, apresentam seus mais recentes trabalhos.

23h00 – Conjunto Bluegrass Portoalegrense

Referência no cenário musical por sua proposta de trabalho peculiar: são apresentações de Bluegrass, música norte-americana de raiz influenciada pela cultura de imigrantes escoceses, irlandeses e afro-americanos, em que utilizam um único microfone, revezando o instrumento ou voz principal à frente do grupo. Exatamente como nos anos 40, quando surgiu este estilo musical.

LOCALIZAÇÃO

Localização: Praça da Alfândega, Rua 7 de Setembro, 1020 / Bairro Centro Histórico
Telefone: (51) 3227.0882 E-mail: memorial@sedac.rs.gov.br
Entrada Gratuita

Ver no mapa

 

VENHA DE TRANSPORTE PÚBLICO:

Linhas de Ônibus: 178, 180, 188, 244, 255, 272, 273, 282, 346, 349, 360, 376, 394, 397, 492, 1761, 2441, 2721, 2722, 2723, 2731, 2732, 2733, 2821, 3491, 3941, 3943, 3973, 4921, 4933, 4934, C3, C31
POA bike: estação mais próxima, Rua Capitão Montanha, lateral do Museu de Arte do Rio Grande do Sul / Esquina Rua Siqueira Campos (Estação 02. Praça da Alfândega)