Projeto Agulha.r exibe entrevistas e sessões exclusivas com nomes da nova música brasileira

Ana Frango Elétrico. Foto: Hick Duarte/Divulgação

A partir de setembro o charmoso galpão da Rua Conselheiro Camargo, 300, localizado no bairro São Geraldo, em Porto Alegre, passa a abrir suas portas para o mundo. Referência no circuito de shows nacional, o Agulha segue temporariamente fechado em função da pandemia, mas aproveita o período de quarentena para extrapolar seu território físico para o virtual, ampliando ainda mais seu alcance.

Inaugurada em agosto de 2017, a casa de shows/bar/espaço cultural surgiu com a proposta de acolher a arte em seus diversos sentidos. Já passaram pelo palco dos dois cavalinhos flutuantes artistas como Mateus Aleluia, Homeshake (EUA), BNegão, Duda Beat, Ava Rocha, Francisco El Hombre, Letrux, Xênia França, Anelis Assumpção, Tiê, Rubel, Don L, Boogarins, KLJay e Jards Macalé, entre tantos outros.

Com o patrocínio da Natura Musical e da Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, a casa apresenta agora o projeto Agulha.r, que propõe um novo ambiente digital para a trama da música autoral brasileira. Por meio de uma série de conteúdos audiovisuais, bandas e artistas passam a contar com um espaço potente para expor suas pesquisas e narrativas produzindo um material inédito.

Assim como sua proposta original, a ideia é contemplar os mais variados gêneros, incluindo destaques no panorama contemporâneo e principalmente fortalecendo e amplificando a cena local, com um line-up com curadoria de Guilherme Thiesen Netto e composto por Zudizilla, Ana Frango Elétrico, Saskia, Negro Leo, Zilla DXG, Andressa Ferreira, Katu Mirim, Juliano Guerra, Lígia Lasevi, Cristal, Valéria, Julio Heerlein, Jadsa e Josyara.

“O projeto foi desenhado em julho de 2019 e tinha como peça inerente o espaço do Agulha, como o local onde seriam gravados os conteúdos do projeto. O cenário global mudou inteiramente de lá para cá, mas nestes últimos meses, percebemos que o Agulha.r, cuja distribuição se dá fundamentalmente online, tem um imenso potencial para ser adaptado ao panorama atual. O que propomos é uma mudança de cenário. Se antes a produção de conteúdo se daria no Agulha, contando com as apresentações que fariam parte da agenda de shows da casa, agora passa a ser realizada de forma descentralizada e remota, nas casas dos próprios artistas”, pontua Alice Oliveira, gestora de produção do projeto.

 

Zudizilla. Foto: Agulha/Divulgação

A ideia é que os artistas possam compartilhar parte do seu processo criativo, além de gravar uma session caseira e intimista, em um formato inédito para a plateia que costuma conhecer esses artistas sob as luzes e distanciamento dos palcos. Um dos pontos altos do Agulha.r é que ele vai ser construído no decorrer dos meses e está aberto à participação do público, que poderá interagir com os artistas nas entrevistas que serão conduzidas pela jornalista Marília Feix via Zoom.

Para isso, basta o interessado entrar no Sympla do Agulha para obter o link que direciona para a sala de bate-papo. Duas semanas depois, a entrevista será editada e disponibilizada com as sessions de cada um dos artistas participantes nos canais do Agulha. O áudio da entrevista vira um podcast que também poderá ser acessado no Spotify.

O projeto Agulha.r foi selecionado pelo Natura Musical por meio da lei estadual de incentivo à cultura do Rio Grande do Sul (Pró-Cultura), ao lado de Vitor Ramil, Zudizilla, Tagua Tagua e Tem Preto no Sul, entre outros. No Estado, a plataforma já ofereceu recursos para 30 projetos até 2019, como Filipe Catto, Bloco da Laje, Borghetti e Yamandu, Musa Híbrida, Sons que Vêm da Serra e Thiago Ramil.

“O futuro que queremos construir é coletivo. Ele passa por momentos de tensão, mas, com a música, somos capazes de chegar a um lugar comum, respeitando a diversidade. Os artistas, bandas e projetos de fomento à cena selecionados por Natura Musical trazem a mensagem de que o futuro pode ser mais bonito com a música e com envolvimento de cada um de nós”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding da Natura.

 

Serviço:

Natura Musical apresenta Agulha.r

9/9, 12h – Lançamento Entrevista EP01 Zudizilla (YouTube e podcast)

23/9, 12h – Lançamento Session EP01 Zudizilla (YouTube)

16/9, 19h – Entrevista Interativa com Ana Frango Elétrico

30/9, 12h – Lançamento Entrevista + Session EP02 com Ana Frango Elétrico (YouTube e podcast)