NDM TV – Danilo Miranda, diretor do Sesc SP, fala sobre cultura e educação: “Duas facetas da mesma realidade”

Arte sobre foto de Adauto Perin/Divulgação

O Noite dos Museus nasceu com o objetivo aumentar a visibilidade de museus e instituições culturais do país, e os responsáveis pela manutenção desses espaços são figuras decisivas para que projetos como o nosso promovam – juntos – o acesso democrático à arte no Brasil.

Semanalmente, gestores culturais brasileiros darão depoimentos ao NDM TV sobre as conquistas e os desafios do setor. Essa série de vídeos dá voz aos objetivos, desafios, dificuldades e conquistas de diretoras e diretores de museus, instituições, centros culturais e órgãos ligados à cultura de todo o país.

O primeiro convidado da série é um dos mais respeitados nomes da gestão da cultura no Brasil: Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc (Serviço Social do Comércio) em São Paulo. Para ele, cultura e educação são duas facetas de uma mesma realidade, como explica no vídeo.

Membro do conselho de entidades nacionais como Fundação Bienal de São Paulo, Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Itaú Cultural, Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin e SP Escola de Teatro, foi també presidente do Conselho Diretor do Fórum Cultural Mundial e presidente da comissão que organizou o Ano da França no Brasil. Sua atuação internacional inclui a vice-presidência do Conselho Internacional de Bem Estar Social (ICSW, na sigla em inglês), de 2008 a 2010, e a composição atual da diretoria da ONG Art for the World, sediada na Suíça e dedicada à difusão da arte contemporânea. Estudou Filosofia e Ciências Sociais, com estudos complementares em gestão empresarial no International Institute for Management Development IMD, na Suíça.

Organizador de livros como “Ética e Cultura”, é reconhecido nacional e internacionalmente pelo trabalho que realiza à frente do Sesc São Paulo. Sua abordagem se baseia na perspectiva de que a cultura deve ser entendida de forma ampliada, de forte sentido educativo, entrelaçando o mundo das artes e do espetáculo à memória, à aprendizagem e à convivência.