Festival É Tudo Verdade exibirá filme sobre Wim Wenders no encerramento

É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários anuncia, dentro de sua programação da 25ª edição, a première no continente americano de Wim Wenders, Desperado, de Andreas Frege e Eric Fiedler, como filme de encerramento no dia 4 de outubro, e a exibição hors concours do inédito UTOPIA DISTOPIA, de Jorge Bodanzky.

Comemorando o 75º aniversário de um dos diretores pioneiros do novo cinema alemão e uma das figuras mais importantes do cinema contemporâneo, a première no continente americano de Wim Wenders, Desperado encerra a 25ª edição do festival no dia 4 de outubro, às 20h, logo após a Cerimônia de Premiação, que será transmitida pela plataforma do festival a partir das 18h.

Dirigido pelo australiano Eric Fiedler e por Andreas Frege – mais conhecido como Campino, vocalista da banda punk alemã Die Toten Hosen –, Wim Wenders, Desperadoé uma meditação intimista sobre o trabalho de um visionário que soube refletir o espírito de sua geração. O documentário oferece um olhar muito próximo do processo artístico e das realizações de um cineasta incomparável – um improvisador, cujas cenas são sempre uma viagem ao desconhecido.

Apresentando materiais inéditos e encontros exclusivos com Wim Wenders, o filme tem participações especiais de Francis Ford Coppola, Willem Dafoe, Patti Smith, Andie MacDowell, Ry Cooder, Rainer Werner Fassbinder e Werner Herzog, entre outros.

O novo filme de Jorge Bodanzky, UTOPIA DISTOPIA, codirigido por Bruno Caldas, terá exibição fora de competição pela plataforma do festival no dia 26/9, sábado, às 11h – com disponibilidade online até o limite de 1,5 mil visionamentos na plataforma. No longa, o diretor recorre a suas memórias afetivas do período em que cursou a Universidade de Brasília para mostrar todo um painel da juventude na década de 60, com seus sonhos e expectativas, suas crises e projetos interrompidos.

Em comemoração aos 25 anos do festival, na plataforma Itaú Cultural, o É Tudo Verdade exibirá também, de 23/9 a 5/10, Volkswagen – Operários na Alemanha e no Brasil, de Jorge Bodanzky e Wolf Gauer. O filme traça um paralelo da vida e do trabalho de dois operários da Volkswagen, um no Brasil e outro na Alemanha, que exercem funções idênticas na montagem do fusca.

Também no dia 26/9, a plataforma do É Tudo Verdade transmite, às 16h, uma conversa gravada com o cineasta Jorge Bodanzky e o diretor-fundador do festival, Amir Labaki.