Fotógrafos brasileiros participam da exposição de inauguração da Galerie RE Paris

“Invasão Vital”, de Ricardo Esteves/Divulgação

No próximo domingo (8/11), às 17h, horário do Brasil, será inaugurada a galeria virtual RE Paris com uma mostra dos trabalhos de 11 artistas brasileiros. Integram a exposição os fotógrafos paranaenses Alex Halo, de Arapongas – que atualmente está radicado em Londres –, e Igor Gomes, de Curitiba. De São Paulo, Alexandre Dutra e Marina de Almeida Prado. De Vitória da Conquista, na Bahia, o fotógrafo George Neri. Já de Porto Alegre, participam Marco Escada, Andréa Seligman e Marlene Reinaldo. Por fim, do Rio de Janeiro, as fotógrafas Rose Aguiar, Giselle Parno e FeSandra – esta última radicada atualmente em Bruxelas.

Criada pelo fotógrafo, mentor e curador de artistas brasileiros Ricardo Esteves, carioca que reside em Paris há mais de uma década, a Galerie RE Paris tem como propósito divulgar o trabalho de artistas brasileiros e lusófonos na Europa. Esteves acredita que o mercado internacional, muitas vezes privilegia o eixo América do Norte-Europa-Ásia em detrimento de outros continentes. Com a intenção de mudar esse jogo, divulgando o trabalho de artistas brasileiros, ao longo dos últimos anos, o fotógrafo tem atuado organizando exposições presenciais na Europa, ministrando mentorias individuais e em grupos e criando conteúdos voltados para a arte na sua integralidade.

“O Encontro”, de Marlene Reinaldo/Divulgação

Seu objetivo é criar um espaço de conexão, de articulação, entre esses dois universos, trabalhando com suas diferenças e semelhanças.
O vernissage será realizado virtualmente no canal de Ricardo Esteves no YouTube, com um bate-papo com os fotógrafos e fotógrafas artistas que fazem parte dessa mostra. A exposição poderá ser visualizada até o dia 8 de dezembro no site da galeria.

“Fuga Terra”, de Marina de Almeida Prado/Divulgação

 

“Distortions 3”, de Rose Aguiar/Divulgação

 

“Auto Amálgamas 13”, de Marco Escada/Divulgação

 

“Mulher Quilombola”, de Giselle Parno/Divulgação

 

“O Filho do Homem”, de Alex Halo/Divulgação

 

“Do Tempo I”, de Igor Gomes/Divulgação

 

“Contrastes”, de Alexandre Dutra/Divulgação

 

“Frágil”, de Andréa Seligman/Divulgação

 

“Ofício de Ver”, de George Neri/Divulgação

 

“Bailarina”, de FeSendra/Divulgação