Margs apresenta pesquisas do acervo

Margs. Foto: Raul Holtz

Dentro da programação em agosto do Dia Estadual do Patrimônio Cultural 2020, o Museu de Arte do Rio Grande do do Sul (Margs) dá início ao projeto Investigações do Agora, apresentando duas pesquisas que oferecem olhares críticos sobre o acervo artístico do museu – e cuja pertinência se dá pela atualidade e urgência das questões que mobilizam.

Uma delas é o projeto Mulheres nos Acervos, que investiga a presença de artistas mulheres nas coleções públicas de arte presentes em Porto Alegre, e cujo estudo realizado a partir do acervo do museu forneceu as bases para a curadoria da exposição Gostem ou Não – Artistas Mulheres no acervo do Margs, inaugurada em dezembro de 2019.

A segunda é a realizada pela pesquisadora Izis Abreu no mestrado em Artes Visuais – História, Teoria e Crítica da UFRGS, na qual analisa a representação visual e a representatividade de sujeitos racializados como negros e negras em acervos artísticos públicos em Porto Alegre, como o Margs.

Até o dia 16 de agosto, estatísticas e análises produzidas por ambas as pesquisas serão compartilhadas em conteúdos com postagens nas redes sociais do Margs no Instagram e Facebook.