Museu de Imagens do Inconsciente presente na 11ª Bienal de Berlim

Carlos Pertuis, óleo sobre papel de 2/8/1950. Foto: Coleção Museu de Imagens do Inconsciente/Divulgação

 

Museu de Imagens do Inconsciente, criado pela psiquiatra Nise da Silveira em 1952, estará representado na 11ª Bienal de Berlim a partir do próximo dia 5 de setembro, com curadoria de María Berríos, Renata Cervetto, Lisette Lagnado e Agustín Pérez Rubio. Os curadores selecionaram 22 obras dos artistas Adelina Gomes (1916 – 1984) e Carlos Pertuis (1910 – 1977), que frequentaram o ateliê de arte criado em 1946 pela médica visionária como uma das estratégias de liberdade em meio ao confinamento dos pacientes.

“A luta antimanicomial da Dra. Nise da Silveira, que se traduziu na prática do afeto e do calor humano reinante nos ateliês de atividades expressivas, permitiu amenizar a dor psíquica do esquizofrênico, e nos revela a extraordinária potência da criação a despeito de pertencer a vidas danificadas”, destaca Lisette Lagnado.

 

Adelina Gomes, óleo sobre tela de 11/4/1962. Foto: Coleção Museu de Imagens do Inconsciente/Divulgação

 

Instalado no bairro Engenho de Dentro, zona norte do Rio de Janeiro, com um acervo de 400 mil obras, o Museu de Imagens do Inconsciente tem vários projetos em curso, como o de arquitetura e urbanismo, que prevê a criação de uma área verde integrando seus dois edifícios, a catalogação e digitalização de 400 obras, a serem disponibilizadas junto com textos informativos em um site bilíngue, e um inventário de 22 mil obras do lote das 128 mil tombadas pelo IPHAN.

Em breve o museu vai iniciar a terceira fase do matchfunding com o BNDES – que coloca dois reais para cada real doado – para uma obra no prédio recentemente anexado, que irá abranger a reforma do telhado, parte elétrica e de banheiros, poda das árvores, além de aumentar a área expositiva do espaço. A primeira fase desse projeto foi iniciada em janeiro, e uma bem-sucedida campanha bateu a meta de R$ 244 mil, e em seguida uma segunda meta de R$ 278 mil. Entre os apoiadores, estiveram a artistas Maria Bethânia e Glória Pires – que interpretou Nise da Silveira no filme O Coração da Loucura (2015), de Roberto Berliner.

Você pode contribuir com a campanha neste site.

 

Carlos Pertuis, óleo sobre tela de 1951. Foto: Coleção Museu de Imagens do Inconsciente/Divulgação

 

Adelina Gomes, óleo sobre papel de
12/9/1969. Foto: Coleção Museu de Imagens do Inconsciente/Divulgação