O “Cisne” dos Nestrovski

Foto: Claudia Cavalcanti/Divulgação

Quatro anos depois de Pós Você e Eu, o disco Sarabanda consagra a parceria de pai e filha entre Arthur e Lívia Nestrovski. O anúncio do novo álbum veio acompanhado de um single: composto por Camille Saint-Saëns em 1886 como um dos movimentos da suíte O Carnaval dos Animais – e clássico absoluto do repertório para violoncelo –, Cisne agora virou canção com letra em português.

No mesmo espírito das letras que criou para Schubert, Schumann e outros, Arthur Nestrovski transporta a música do mestre romântico francês para o universo da canção brasileira. O “cisne” de Saint-Saëns se transforma, a seu modo, em uma garota de Ipanema: “Olha que coisa mais irreal / Quando ela passa o chão parece mar”. O mesmo mito da mulher que passa, que Vinicius de Moraes, de sua parte, reanimava a partir de fontes da poesia latina clássica, ganha mais uma vida nessa “coisa mais linda”, que “transcende toda beleza”.

Cruzando popular e erudita – incluindo novas versões para canções de Schubert e Schumann, letras inéditas para uma sarabanda de Bach e para dois estudos para violão de Fernando Sor –, o disco será lançado em setembro.

Escute Cisne aqui.