Loading...
Menu

A linha de Karman, invenção do científico Theodore von Karman, é uma convenção usada para definir o limite entre a atmosfera terrestre e o espaço exterior. Em prática é o lugar onde a aurora boreal se manifesta, expressão visual da costura tênue que nos une ao cosmos. Nessa mesma busca de conexão universal que se unem Yvan Etienne (saxofone tenor e sampler), Felipe Schütz (contrabaixo acústico), Lucas Etcheverria (guitarra) e Rafa Müller (bateria), formando o quarteto franco-brasileiro de música instrumental Karmã. O grupo explora nas suas composições diversas vertentes do jazz, da música brasileira e música eletrônica, criando sonoridades singulares que transitam entre o etéreo e o dinâmico. O espetáculo se completa em uma experiência audiovisual, contando com projeções em vídeo improvisadas simultaneamente com as músicas, criando uma atmosfera envolvente e imersiva.

Erick Endres é músico, compositor e produtor nascido e criado em Porto Alegre/RS. Teve seu primeiro álbum lançado quando tinha apenas 14 anos pela Sony/ATV e paralelamente a isso tinha uma banda de rock/pop que passou por diversos festivais incluindo o Lollapalooza e Meca Festival. Em 2017 Erick lançou o seu segundo álbum, também com influências pop e rock, porém muito mais maduro, pela Loop Discos. O disco levou Erick a festivais como Pepsi Twist Land e a abertura de shows importantes na cidade, como o de Steve Vai, Jehtro Tull e Andy Summers.
Em 2018, com os seus companheiros de banda Naum Gallo (baixo) e Bruno Bernardo (bateria), começou a dar uma atenção especial aos temas instrumentais que tocavam em ensaios e que Erick compunha em casa, sem dar muita importância por não ter tanto a ver com seus projetos. O álbum, que tem influências desde Mahavishnu Orchestra/John McLaughlin a BadBadNotGood, está marcado para o segundo semestre de 2019.

Cantor e compositor MADBLUSH vem se destacando entre os artistas da nova música pop brasileira por ser um dos únicos representantes do sul do país. Sua música é a mistura de estilos como: Electro, Funk Carioca, Rap, Trap, Batuques entre outros. Outra característica são suas letras que vão desde uma ironia irreverente, passando por protestos iminentes e o chamamento para a dança e a liberdade. Em suas composições MADBLUSH aborda temas políticos, questões de gênero, o amor e até mesmo a comicidade através de suas vivências. A carreira de MADBLUSH teve início em 2007. Seu primeiro EP Intenso Cru foi lançado na cidade de São Paulo no ano de 2013, onde realizou diversos shows. No mesmo ano fez sua primeira turnê internacional Transvolutivo em Montevidéu no Uruguai. Nos últimos anos lançou mais dois EPs que o levaram a realizar o primeiro show na cidade do Rio de Janeiro em 2018. No fim do ano passado lançou o primeiro álbum: CACTUS com o qual o artista recebeu a indicação de Revelação no Prêmio Açorianos de Música 2019. Atualmente MADBLUSH está divulgando CACTUS através do seu single mais recente Colorful Cat, que se tornou um hit entre os fãs do seu trabalho.

Le Batilli começou sua carreira musical no bairro Restinga, periferia de Porto Alegre, de onde carrega uma grande bagagem cultural, tendo escrito muitas letras quando ainda morava lá. Em 2017 lançou o primeiro CD, chamado “Retalhos”, a partir do lançamento do disco recebeu o convite para tocar no festival de rock gaúcho, no festival poa rock e na virada sustentável, entre outros convites. Com uma pegada pop rock/rock rural, Le Batilli traz em suas letras mensagens sobre a vida, sobre espiritualidade e amor. Sempre se renovando e renascendo a cada canção

Localização

Onde: Rua 24 de Outubro, 112 - Moinhos de Vento

Mapa: goo.gl/maps/TdR2YRXe18tNQnmP7

Instituto cultural de âmbito internacional da República Federal da Alemanha, promove o conhecimento da língua alemã e estimula a cooperação cultural em esfera internacional. Sua programação incentiva a cooperação internacional, através de atividades culturais e acadêmicas desenvolvidas e realizadas em conjunto com parceiros locais, colocando em discussão as artes, as ciências e as políticas alemãs e brasileiras.
Com auditório e galeria, serve como palco para apresentações contemporâneas de teatro, dança, música, cinema, palestras e artes visuais ligadas ao intercâmbio entre Brasil e Alemanha – sendo um tradicional espaço cultural de Porto Alegre.

QUE RUFEM OS TAMBORES

se as últimas noites foram incríveis, imaginem essa!