Show da Velha Guarda da Portela nas plataformas digitais

Maria Rita e Monarco. Foto: Biscoito Fino/Divulgação

O registro já histórico de uma apresentação da Velha Guarda da Portela na quadra da escola, em Madureira, em 2015, está sendo lançado pela Biscoito Fino nas plataformas digitais em uma data especial: 17 de agosto, dia em que mestre Monarco completa 87 anos. O vídeo poderá ser visto nas plataformas Spotify, Deezer, Amazon Music, iTunes Store e TIDAL.

No projeto Velha Guarda da Portela – Minha Vontade, o grupo composto por cantores, instrumentistas e ritmistas imprime seu estilo inconfundível a sambas clássicos compostos por seus fundadores e personalidades ligadas a história da Escola e ao subúrbio carioca.

A gravação, que em setembro será lançada também nos formatos CD e DVD, conta com participações especiais de artistas convidados pela Velha Guarda. As cantoras Maria Rita, Teresa Cristina e Cristina Buarque se revezam no palco para homenagear os baluartes de sua Escola, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela.

Teresa Cristina interpreta Sofrimento de quem Ama, de Alberto Lonato; Cristina Buarque um samba que gravou pela primeira vez em 1974, Quantas Lágrimas (Manacéa), e Maria Rita escolheu um clássico de Monarco e Ratinho, Coração em Desalinho, que já faz parte do repertório da cantora.

A Natureza, de Manacéa, abre a apresentação, seguida pelo samba Lindo, composto por Noca da Portela e Monarco especialmente para o projeto. Vai Saudade, de Candeia e Davi do Pandeiro, Cocorocó, de Paulo de Portela, e A Chuva Cai, de Argemiro e Casquinha, são alguns dos clássicos registrados com entusiasmo e nobreza pela Velha Guarda da Portela. A direção musical é de dois craques: Paulão 7 Cordas e Mauro Diniz.

Fundado na década de 1020 no bairro de Oswaldo Cruz, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela é a mais antiga Escola de Samba do Rio de Janeiro. Ao longo de décadas, a agremiação viu surgir vários compositores e cantores que ajudaram a escrever a história do samba e da música popular brasileira. Conhecidos pelo grande público como a Velha Guarda, o grupo segue honrando a tradição da “majestade do samba”, como dizem os versos de Corri pra Ver (Monarco/Chico Santana/Casquinha da Portela), e cantando o amor, a amizade, o carnaval e tantos outros temas.

 

Ouça o álbum.

Assista ao clipe de Coração em Desalinho, com Maria Rita: