10 museus de arte para visitar virtualmente

 

Selecionamos aqui 10 museus internacionais que você pode conhecer sem sair de casa – incluindo visitas virtuais e detalhamento em alta definição de obras dos seus acervos. Pronto para o nosso passeio virtual?

 

  • Museu do Louvre (Paris): A visita virtual ao Museu do Louvre foi toda repaginada durante a pandemia e agora está bem mais fácil de percorrer os corredores e ver de perto as obras de arte do museu no site oficial. Aproveite o passeio virtual para curtir detalhes das obras – algumas delas em alta resolução e riqueza de detalhes – e corredores, além de ótimos vídeos com tour e explicações sobre as principais obras de arte. Disponível em francês, inglês, espanhol e chinês, o site pode ser percorrido em tablets e computadores, mas foi projetado principalmente para uso em smartphones.

 

  • Pinacoteca do Estado de São Paulo: Um dos mais belos museus da cidade de São Paulo, a Pinacoteca ocupa o antigo prédio Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século 19. Seu belíssimo acervo, começou com apenas 26 quadros e hoje conta com mais de 9 mil obras de arte. O destaque é a coleção de artistas nacionais, especialmente dos séculos 19 e 20. Você poderá conferir detalhes de diversas obras online e também visitar os corredores do museu por meio do Google Arts & Culture. O museu virtual está disponível em português, inglês e espanhol.

 

  • Metropolitan Museum of Arte (Nova York): o Met é um dos maiores e mais completos museus da cidade de Nova York. No site do museu há vídeos disponíveis que mostram o Metropolitan em 360º, com direito a uma ótima trilha sonora. Nos vídeos é possível comandar a direção e assim olhar o museu pelo ângulo que você desejar. Além dos vídeos em 360º, o site oferece também diversos vídeos, textos e fotos sobre a história das obras disponíveis no museu, os bastidores do lugar e detalhes das exposições. Pelo mapa do museu disponível no site é possível saber mais sobre cada sala do museu. Outra maneira de ver o Metropolitan de NY é pela página do Google Arts & Culture, que oferece visita virtual de diversas sessões do museu em 360º, como se fosse um Google Street View de arte. O museu virtual está disponível em inglês.

 

  • Galeria Uffizi (Florença): Florença é uma uma obra de arte a céu aberto – e a Galeria Uffizi reúne obras dos grandes gênios da arte italiana. O museu conta com diversas esculturas, a maioria produzida entre os séculos 12 e 17, e pinturas de artistas como Botticelli, Leonardo da Vinci, Michelangelo e Rafael. As atrações principais estão na Sala Botticelli, onde podem ser vistos os quadros A Primavera e O Nascimento de Vênus. Na sala dedicada a Leonardo da Vinci estão as obras Anunciação e A Adoração dos Magos. Já na saída, na Sala Caravaggio, encontramos a célebre Medusa. Tudo isso você pode conferir percorrendo os corredores do museu pelo Google Arts & Culture. No site do museu, vale conferir exposições online e alguns dos mais importantes trabalhos em fotos com alta resolução, onde cada detalhe das pinceladas pode ser visto. O museu virtual está disponível em inglês e italiano.

 

  • Museu Britânico (Londres): o Museu Britânico abriga mais de 6 milhões de objetos importantes para a cultura mundial, motivo que atrai uma enorme quantidade de visitantes todos os anos. Percorrer todas as dependências do museu pode levar alguns dias, mesmo online. Aproveite para ver com calma as peças do acervo disponíveis no site e também detalhes sobre cada uma das galerias. Para uma visita mais realística, siga os passos por dentro dos corredores do British Museum através do Google Arts & Culture. Por lá há também algumas exposições online. O museu virtual está disponível em inglês.

 

  • Museu d’Orsay (Paris): o Museu d’Orsay é o favorito de muitos turistas que visitam a capital francesa. Ocupando o prédio de uma magnífica estação ferroviária construída em 1900, o museu apresenta a arte da França, da Europa e dos Estados Unidos do período de 1848 a 1914. Virtualmente é possível conhecer mais sobre o acervo e história da arte em diversos vídeos educativos e ainda percorrer os corredores e ver em detalhes as principais obras por meio do Google Arts & Culture. O museu virtual está disponível em francês, inglês, espanhol, alemão e italiano.

 

  • Museu de Arte de São Paulo (MASP): um dos principais museus do Brasil, o MASP marca o coração da Avenida Paulista. Com projeto da arquiteta Lina Bo Bardi, o prédio do MASP é famoso pelos quatro pilares vermelhos que apoiam o grande vão livre de 74 metros. A arte internacional é representada por Rafael, Mantegna, Botticelli, Delacroix, Renoir, Manet, Monet, Degas, Cézanne, Picasso, Modigliani, Toulouse-Lautrec, Van Gogh, Matisse e Chagall, entre outros. Virtualmente você poderá conhecer o acervo do museu, acessar galerias e detalhes das peças em exposição. O passeio pelos corredores pode ser feito pelo Google Arts & Culture. O museu virtual está disponível em português e inglês.

 

  • Museu do Vaticano: os suntuosos salões do Museu do Vaticano podem ser visitados virtualmente, incluindo a disputada Capela Sistina, que tem parte da obra executada por Michelangelo. Entre as obras de arte do Museu do Vaticano, podem ser vistos trabalhos de Rafael, Leonardo da Vinci, Caravaggio e outros mestres. Diversas obras, capelas e edificações podem ser visitadas em vídeos e em fotos 360º. O museu virtual está disponível em inglês, francês, italiano, alemão e espanhol.

 

  • Rijksmuseum (Amsterdã): o impressionante prédio do Rijksmuseum – que por si só já vale a visita – abriga 800 anos de arte holandesa, incluindo obras-primas como A Leiteira (cerca de 1660), de Vermeer, e A Ronda Noturna (1642), de Rembrandt. São 80 galerias com 8 mil telas, desenhos, gravuras e esculturas, que vão desde a Idade Média até Piet Mondrian.

 

  • MoMA (Nova York): primeiro museu dedicado à arte moderna do mundo, o Museum of Modern Art (MoMA) foi inaugurado em 1929, no centro de Manhattan. A coleção de mais de 150 mil itens oferece uma consistente visão panorâmica da arte moderna e contemporânea – desde as vanguardas europeias a partir da década de 1880 até o cinema, design e arte performática de hoje. Além de exposições temporárias dos principais nomes da arte atual, o Museu de Arte Moderna exibe joias de sua coleção como as Nenúfares, de Claude Monet, A Noite Estrelada (1889), de Vincent van Gogh, e Les Demoiselles d’Avignon (1907), de Pablo Picasso (abaixo).

 

Arte e Artistas - Les Demoiselles d'Avignon - Pablo Picasso